Agridoce









e daí que submissa?
gostava quando me faltava o ar
e
quase embargada
de teu sabor
só eu sabia

que meus cílios eram-te
e também o era alma minha

Um comentário:

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Licença de uso do conteúdo deste blog

Creative Commons License Este Blog e os textos aqui publicadoes estão licenciados sob uma licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.