Silêncio



















Silêncio

Cílios esquecidos de dormir
Orvalhados em preces
Esperam-te silentes


2 comentários:

Diego Jurado Lara disse...

Tan corto y tan bello el poema, tan rotundo y tan tierno, tan silente...
Todo un prodigio de sensibilidad poética.
Un beso, tania

Celly Borges {Gisele} disse...

Simplismente lindo!

Poucas palavras que expressam mais que um livro todo!

Lindo, lindo!

Licença de uso do conteúdo deste blog

Creative Commons License Este Blog e os textos aqui publicadoes estão licenciados sob uma licença Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.